Logo ASP

Notícias



Alta do dólar não preocupa, diz secretário do Tesouro

Arquivo/Agência Brasil
A alta do dólar vem ocorrendo mesmo com ajustes na atuação do Banco Central no mercado de câmbio

A alta do dólar vem ocorrendo mesmo com ajustes na atuação do Banco Central no mercado de câmbio

A alta do dólar, por enquanto, não preocupa por ser um movimento de curto prazo, avaliou o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Facundo de Almeida Junior, hoje (16), após participar de reunião da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.


“O Banco Central tem instrumentos para lidar com isso. Por enquanto, não preocupa. É bem diferente de 2002 e de outros anos. Naquela época, tinha o problema da dívida pública. Não é caso agora”, disse.


Mansueto de Almeida lembrou que, em 2002, com a alta dólar, a dívida líquida do setor público disparou porque o país tinha nível baixo de reservas. Agora, argumentou, o país é credor líquido em moeda estrangeira, ou seja, tem mais ativos do que dívidas no exterior. A dívida pública cai quando há alta do dólar, porque as reservas internacionais, o principal ativo do país, são feitas de moeda estrangeira.


“Quando o dólar sobe, a dívida líquida cai, porque o Brasil hoje é credor líquido em dólar. É bem diferente de 2002, quando disparou o dólar. A divida líquida disparou porque Brasil era devedor líquido em dólar e tinha um nível de reserva baixo”, afirmou.


Segundo Mansueto, o dólar está se valorizando em relação a várias moedas de países emergentes e ao euro. “Essa coisa de volatilidade é muito de curto prazo, muito de atuação de mercado”, disse. Um fato adicional, acrescentou o secretário, é que o déficit em conta-corrente é “muito pequeno”, abaixo de 1% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. “É um resultado muito menor do que entra de dinheiro como investimento externo”, destacou.


Banco Central


O secretário acrescentou que o Tesouro sempre conversa com Banco Central. “A questão de taxa de câmbio e juros é com o Banco Central; fiscal é Fazenda e Planejamento. Então, cada um na sua área de atuação. O que há, e o que é comum, é um bom e excelente diálogo dentro da equipe econômica”, afirmou o secretário.


Hoje (16), às 13h, o dólar estava cotado a R$ 3,68, com alta de 0,55%. Ontem, pelo terceiro pregão consecutivo, o dólar fechou em alta, cotado a R$ 3,66. A última vez que o dólar ultrapassou esse valor foi no dia 7 de abril de 2016, quando encerrou o dia vendido a R$ 3,694.


A alta do dólar ocorre mesmo com ajustes na atuação do Banco Central no mercado de câmbio. Na última sexta-feira (11), após o fechamento do mercado, o banco anunciou ajustes nos leilões de contratos de sawps cambiais, equivalentes à venda de dólares mercado futuro. O BC passou a fazer leilões com vencimento em junho e antecipou operações adicionais. Com os ajustes, ontem o BC iniciou ontem a oferta diária de rolagem integral de 4.225 contratos, com vencimento em junho. Além disso, passou a fazer a oferta adicional de 5 mil novos contratos ao longo do mês e não apenas ao final como estava previsto.


Ontem, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia afirmou que a alta do dólar nos últimos dias é um movimento internacional de fortalecimento da moeda dos Estados Unidos e que isso tem ocorrido em todos os países emergentes. "O Brasil não está imune a isso", afirmou Guardia, defendendo a manutenção da estratégia de ajuste fiscal do país.

-------------------------------------------------
agenciabrasil
http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2018-05/alta-do-dolar-nao-preocupa-diz-secretario-do-tesouro

Mais Notícias

MP-RJ não tem dúvidas de que morte de Marielle está ligada a milícias

Saiba como motorista vai fazer autovistoria e declarar ao Detran-RJ que carro está em boas condições

Ford terá tecnologia de comunicação do veículo através de rede de celular 5G

Secretários de Witzel 'quebram' cabeça para cortar 20% de cargos ou salários

Corpo de Bombeiros do Rio tem primeira mulher piloto de helicóptero

AGORA É LEI: CARTÃO ESPECIAL DE ESTACIONAMENTO É ALTERADO

Dois brasileiros estão entre os finalistas do prêmio Global Teacher

Rosinha com outra inelegibilidade

Golpe no Instagram: casal de Campos é procurado pela polícia após lesar clientes de todo o Brasil

Garotinho fala em Rosinha candidata

Vídeo: acidente derruba árvore que cai sobre restaurante

Onyx usa empresa de amigo para receber verba de gabinete, afirma jornal

Governo estuda privatizar ou liquidar 100 estatais, diz ministro

Presidência tem a porta aberta para toda a sociedade, diz ministro

Porto do Açu terá aeroporto

Marco Aurélio determina soltura de condenados em 2ª instância

Campos vence prêmio de boas práticas do TCE/RJ em duas categorias

Brasil gasta R$ 725 bilhões com servidores públicos da ativa, mais de 10% do PIB

TRE-RJ diploma governador, senadores e deputados

Suspeito ligado a Orlando de Curicica, apontado por envolvimento no caso Marielle, é preso

Material escolar deve ficar 10% mais caro em janeiro, diz associação

Incêndio atinge Refinaria de Manguinhos, na Zona Norte do Rio

Polícia cumpre mandados relacionados à morte de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes

Ministro do Trabalho em exercício é suspenso após operação da PF

Após visita da Polícia Federal, Câmara de Campos demite seguranças RPAs

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas